Portal do Governo Brasileiro

A 5ª edição do Salão de Inovação e Empreendedorismo (SIE) lotou o Centro de Convenções da UFSM na noite desta quinta-feira (8). Em palestras no estilo TEDx, os convidados Juliana Hoch, Maurício Schneider, Porã Bernardes e Paulo César Tinga tiveram 30 minutos para falar, de uma maneira descontraída, sobre a sua trajetória no empreendedorismo e como contribuem para melhorar a vida das pessoas.

Antes das falas de cada um deles, o professor Paulo Afonso Burmann, reitor da UFSM comentou sobre a importância da 5ª edição do SIE. “O Salão começou tímido, em um auditório pequeno, e pouca gente acreditava nessa ideia.  Nós mesmos, junto com a Agittec, tínhamos um certo receio daquilo que estávamos propondo, porque era uma coisa nova, e tudo que é inovador gera sempre uma expectativa. Mas nós não tivemos medo de inovar. Ver esse auditório cheio é um motivo de orgulho para a UFSM”, afirmou.

Após a fala do reitor, a engenheira química Juliana Hoch falou sobre sua experiência como pesquisadora, e de como passou a enxergar seus estudos como uma possibilidade de empreendedorismo. Para finalizar sua palestra, a jovem empreendedora de 25 anos deixou sua mensagem aos presentes. “O Brasil tem mentes brilhantes, tem estrutura, mas o que falta às vezes é espaço. Espaço para os jovens e para as ideias que nós temos”, disse.

Maurício Schneider, o empreendedor que rodou o mundo trabalhando em mais de 60 países, acredita que “o futuro é dos inconformados. Precisamos aprender a aprender”. Ele falou sobre as perspectivas no mercado de trabalho, as políticas públicas, e de como os seres humanos estão sendo substituídos pelas máquinas: “não é mais uma questão de empregabilidade e sim de trabalhabilidade”.

O jornalista Porã Bernardes falou sobre sua trajetória na comunicação. Foi na crise que ele enxergou uma possibilidade de empreender na sua carreira. “Ao sair da minha zona de conforto eu pude ter uma visão mais sistêmica da minha área de atuação, e de como posso impactar a sociedade por meio das minhas ações”, afirmou

O ex-jogador Tinga saiu dos campos de futebol para o mundo do empreendedorismo. Sua capacidade em resolver problemas fez com que ele percebesse o seu potencial no empreendedorismo. Tinga ressaltou a importância do trabalho ao relembrar sua infância: “Quando encontrava minha mãe na parada do ônibus depois de um dia de trabalho, e cheia de sacolas na mão, eu podia ver o valor que o trabalho dela tinha na minha vida. Foi aí que percebi que trabalhar era bom”, relatou.

O acadêmico de Relações Internacionais João Pedro Vaz se surpreendeu com a organização do SIE e com a forma como o evento foi organizado. “Foi a primeira vez que vim ao Salão, e eu estava ansioso para ver como a UFSM abordaria o tema empreendedorismo. Gostei de todas as palestras e do estilo delas, o que não tornou o evento cansativo”, destacou.

Após as falas dos convidados, no Largo do Planetário, food trucks estiveram disponíveis aos participantes, que também puderam prestigiar o som da dupla Luli & Marquinhos, que tocou músicas do pop/rock internacional.

O Salão de Inovação e Empreendedorismo é realizado pela Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia (Agittec) da UFSM e Pró-Reitoria de Extensão (PRE). 

 

Fonte: Portal de Notícias UFSM

Texto: Luana Giazzon, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias