A comunidade do CCSH está convidada à proposição de temáticas para um painel, no formato mural, a ser executado nas dependências do Centro, em local a ser definido, de condução semelhante ao realizado na Biblioteca Setorial do CCSH (Prédio 74D), por meio de processo licitatório na modalidade Concurso.

Para tanto, os interessados deverão encaminhar para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. um e-mail com o Assunto “Temática Painel”, contendo, no corpo do e-mail Nome Completo, Matrícula ou SIAPE, a temática proposta e uma breve descrição (um parágrafo).

Salienta-se que poderão submeter propostas estudantes matriculados nos cursos de graduação e pós-graduação do CCSH, docentes e técnico-administrativos lotados no referido Centro.

As propostas deverão emergir das áreas do CCSH, seus debates, recortes e importância nas ciências sociais e humanas e na sociedade.

Serão recebidas propostas até às 23h59min do dia 15 de abril de 2018. Posteriormente, será formada uma Comissão que procederá a avaliação, julgamento e seleção das propostas inscritas.

 

Entenda o Projeto Painel Artístico CCSH

Em agosto de 2017, foi lançado edital para escolha de uma obra de arte para formação de painel artístico com o intuito de dar visibilidade às ações das mulheres nas ciências e na sociedade e promover o empoderamento feminino considerando os recortes interseccionais de raça/etnia, classe social e geracional, de forma a reconstruir as lutas e conquistas das mulheres.

A comissão formada por sete integrantes teve a missão de escolher entre cinco obras inscritas. O processo licitatório durou aproximadamente dois meses, entre as fases de lançamento e divulgação do resultado final, contando o prazo de recurso. As cinco propostas inscritas foram habilitadas e classificadas. A obra selecionada em primeiro lugar foi “Fortalecendo o que nos Pertence”, de autoria de Andressa Querubini e Douglas Medeiros.

 O painel artístico mostra uma mesa composta por diferentes mulheres, levando a uma multiplicidade de corpos, etnias, com necessidades diferentes em conferência, dialogando com o espaço da biblioteca, com cores da sua arquitetura e trabalhando com a hibridação de linguagens. Ainda, espalhadas pela mesa, existem fotografias de mulheres que obtiveram destaque nas mais diversas áreas de atuação. Nas palavras de Andressa Querubini, a escolha das mulheres aconteceu de diferentes modos: “[...] algumas são muito importantes na minha formação pessoal, outras imagens foram um convite que eu fiz à mulheres que convivem comigo e também de pesquisas que eu e o Douglas fizemos. Foi muito interessante o tema pois a cada pesquisa descobrimos que em todas as áreas da sociedade não foram poucas as mulheres que transformaram o nosso cotidiano, mas o que nos falta ainda é revelar estas figuras para serem conhecidas, estudadas, respeitadas”. Do total de 50 nomes que integram o painel, alguns exemplos são Bertha Lutz, Chiquinha Gonzaga, Cora Coralina, Maria da Penha, Nise da Silveira, Eliane Potiguara, Amara Moira e Hedy Lamarr.

Além da inauguração do painel, outras atividades artísticas foram organizadas, como a exposição fotográfica “As Guardiãs de Ibarama”, de Bibiana Silveira e as exposições de esculturas “Feito Catedrais”, da artista visual Rosângela Passos e “Potência em Ser Corpo”, de Ruth Bibiano.

Fortalecendo o que nos Pertence

 


CENTRO DE IDEIAS

RSH sidebar marca

bannerzinho csa

INFOCCSHBANNERZINHO