INTERCONEXÕES ECONÔMICAS E ECOLÓGICAS NA GESTÃO DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO

A partir da Conferência de Estocolmo, em 1972, os problemas ecológicos assumem relevância na proposição de modelos de desenvolvimento. Num primeiro momento, os aspectos econômicos e ecológicos aparecem como antagônicos, porém, enfoques mais complexos tendem a superar esta divergência. Na atualidade, impõe-se a busca da sustentabilidade da produção a longo prazo, sem ameaçar as condições sócio-econômicas da população, o que significa compreender, entre outros aspectos, a dinâmica dos ciclos de matéria e energia, pilares da produtividade ecológica. Nesse sentido, identifica-se na produção familiar do Rio Grande do Sul, um grande potencial com vistas ao novo patamar que conduz à sustentabilidade dos agroecossistemas. É evidente que este novo procedimento exige instrumental analítico distinto, além de estratégias de decisão eficazes para a gestão dos recursos sócio-ambientais.

Paulo da Silveira e Eliane Dalmora


Principal | A revista PORT/ESP | Autores | Catálogo | Próximas edições | Como comprar |
Como publicar PORT/ESP | Livro de visitas | Equipe | Contato | UFSM
© 2002-2020 Ciência&Ambiente — Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Pierin.com