INFERÊNCIAS PALEOCLIMÁTICAS EM ANÉIS DE CRESCIMENTO

Os anéis de crescimento, encontrados raramente em lenhos fósseis do Devoniano Superior e do Carbonífero, tornam-se freqüentes em material do Permiano. A observação desta estrutura em formas relacionadas ao gênero Barakaroxylon, permite interessantes inferências sobre as condições climáticas vigentes durante a deposição das seqüências estratigráficas da Formação Irati, na região de São Gabriel, Rio Grande do Sul. O testemunho anatômico – anéis de crescimento estreitos e com largura constante – sugere, neste caso, um clima quente e relativamente seco, semelhante às atuais características climáticas de zonas mediterrâneas.

Laureen Sally da Rosa Alves e José Newton Cardoso Marchiori


Principal | A revista PORT/ESP | Autores | Catálogo | Próximas edições | Como comprar |
Como publicar PORT/ESP | Livro de visitas | Equipe | Contato | UFSM
© 2002-2020 Ciência&Ambiente — Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Pierin.com