Portal do Governo Brasileiro

Técnicos e professores da UFSM aderiram a paralisação nacional

Os colaboradores da Universidade Federal de Santa Maria, campus Frederico Westphalen, aderiram à paralisação nacional e estão realizando um ato na Universidade, nesta terça-feira (05).

A indicação de greve foi feita pela própria Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (FASUBRA). Hoje a paralisação ocorre em todo o país e tem como objetivo conquistar os direitos da classe trabalhadora e sustentar a educação pública.

A servidora Laís Basso, uma das organizadoras do ato, comentou porque aderiram à paralisação. "Aqui não aderimos à greve, mas neste momento resolvemos aderir à paralisação nacional, que é exatamente contra a reforma da previdência - para que ela não seja aprovada-  e também contra a diminuição dos investimentos na educação pública", afirmou Laís.

No início do ato foram colocadas algumas cruzes em frente ao prédio central da UFSM-FW, simbolizando o sepultamento da educação, da universidade pública, dos direitos dos trabalhadores, da previdência, do serviço público e da aposentadoria.

24796374 1560949830686699 3330641466063456831 n

Notícia produzida pela Agência da Hora