O Automóvel E A Cidade

Como se instalou entre nós a cultura do “rodoviarismo”? Como chegamos à tragédia verificada nos acidentes de trânsito, sempre atribuídos a questões de natureza individual? Qual o peso e o custo do automóvel, da indústria de infra-estrutura e da opção energética para o ambiente e a saúde dos moradores urbanos? O que pode ser constituído com vistas a minimizar o impacto da “indústria do automóvel” no meio ambiente e para melhorar as condições de mobilidade da maioria da população urbana? O que pode ser feito na tecnologia do automóvel ou em relação aos combustíveis para diminuir a emissão de gases poluentes? Quais as perspectivas de uma nova política energética? E em relação à cidade, quais modos de transporte ou política de mobilidade e uso do solo podem ser introduzidos? Essas e outras questões são abordadas pelos colaboradores da presente edição de Ciência & Ambiente. Algumas medidas propostas são viáveis e não requerem transformações profundas. Outras exigiriam mudanças significativas para a sua implementação. Todas elas, no entanto, são decisivas para o movimento de negação dessa tragédia anunciada e contribuem para alimentar a consciência social sobre tema tão fundamental.

Erminia Maricato


Principal | A revista PORT/ESP | Autores | Catálogo | Próximas edições | Como comprar |
Como publicar PORT/ESP | Livro de visitas | Equipe | Contato | UFSM
© 2002-2018 Ciência&Ambiente — Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Pierin.com