Da Rabeta Ao 4x4

A Expansão Da Modernidade (e De Seu Colapso) Na Fronteira Norte Do Brasil

O automóvel e seus elementos, signos de modernização por excelência, compõem um sistema complexo que redefine a configuração do espaço urbano. Numa cidade como Manaus, tal sistema impõe-se nos seus aspectos mais contraditórios. No centro da Amazônia, cercada de enormes rios e cortada por inúmeros igarapés, a cidade assiste à transformação do meio de transporte fluvial em transporte rodoviário. Troca-se a rabeta, pequeno motor utilizado em barcos regionais, pelas enormes camionetes 4x4, lá onde as vias fluviais são mais importantes e presentes que as estradas. Nas cidades equatoriais, o automóvel blinda-se contra o calor, mas aquece cada vez mais o clima urbano. Como explicar esse fenômeno que assola Manaus e as demais cidades brasileiras?

Tatiana Schor


Principal | A revista PORT/ESP | Autores | Catálogo | Próximas edições | Como comprar |
Como publicar PORT/ESP | Livro de visitas | Equipe | Contato | UFSM
© 2002-2018 Ciência&Ambiente — Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Pierin.com