Qual é a finalidade e quem aplica?

O teste de suficiência afere a habilidade de leitura em línguas estrangeiras. A aplicação é de competência do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas (DLEM) do Centro de Artes e Letras, conforme define a Resolução 003/10 da UFSM.

Quem deve realizá-lo e por quê?

É obrigatório aos alunos de pós-graduação. Opcional aos alunos prováveis-formandos (no último semestre do curso), alunos especiais de pós-graduação e técnicos administrativos.

O regimento interno de Pós Graduação Stricto Senso e Lato Senso da UFSM, no seu regime didático (art. 27) determina que “os alunos de pós graduação em nível de Mestrado e Doutorado deverão comprovar suficiência em, no mínimo, uma língua estrangeira, para cada nível.” Os estudantes que não comprovarem suficiência não poderão apresentar sua dissertação ou tese.

Como faço a inscrição?

A inscrição é feita, exclusivamente, via Portal do Aluno, Portal do Professor ou Portal RH durante o período divulgado no edital.

Estudantes de outras instituições podem fazer o teste de suficiência da UFSM?

Não. O sistema eletrônico de inscrições só identifica os estudantes com vínculo ativo com a UFSM.

Quais as línguas estrangeiras oferecidas?

Inglês, espanhol, alemão, francês e português para estrangeiros.

Quais os documentos que preciso levar no dia do teste?

O candidato deverá comparecer ao local do teste munido de documento de identidade com foto (ver edital) com no mínimo 30 minutos de antecedência. O candidato que não apresentar documento válido não poderá realizar o teste.

Qual o intervalo de tempo que tenho para realizar o teste e que material posso levar?

O teste tem duração de duas horas. Durante a realização, o candidato poderá utilizar somente um (1) dicionário impresso, não sendo permitidos empréstimos. A folha-resposta deve ser preenchida em caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente e é de responsabilidade do candidato levar.

Quando é ofertado na UFSM?

Duas vezes por ano, uma em cada semestre.  

Qual é a estrutura e o programa do teste?

O teste é composto por textos de publicações científicas e acadêmicas e questões objetivas. Uma parte das questões trata-se da compreensão do texto e habilidades de leituras e a outra parte é de questões léxico-gramaticais. Atualmente o teste é composto de 16 questões objetivas.

A) Compreensão das ideias veiculadas pelo autor:

1. Ideia global;

2. Reconhecimento das ideias principais e secundárias e articulação entre elas.

B) Organização das ideias:

1. Operadores argumentativos (na gramática da língua, conhecidos por conjunções, pronomes, advérbios);

2. Elementos de coesão e coerência, isto é, os elementos gramaticais responsáveis pela unidade das ideias do texto.

3. Elementos linguísticos utilizados pelo autor do texto para veicularem funções da linguagem.

Ex.: negar, explicar, exemplificar.

C) A estrutura do discurso cientifico:

1. Reconhecimento das posições assumidas pelo autor e/ou outros pesquisadores no texto;

2. Reconhecimento de suas partes como: conclusão, relato de dados, metodologia, linha de pesquisa.

D) Conhecimento linguístico gramatical:

1. Reconhecimento e utilização de formas gramaticais associadas à veiculação das idéias do texto.

Quando e onde acontece a divulgação do resultado do teste?

A divulgação dos resultados é realizada em até duas semanas após a aplicação do teste, conforme edital, no site de notícias da UFSM.

Qual a pontuação que preciso para ser aprovado?

O teste terá valor mínimo 0,00 e valor máximo 10,00. O candidato estará aprovado com a nota mínima de 6,25 para um mínimo de dez (10) questões corretas. Para cada nota há um conceito correspondente definido pelo regimento interno de pós-graduação da UFSM, na seção IV, art. 52, conforme ilustra o Quadro 2.

Intervalo de notas Conceitos Nº de acertos no teste Quanto à aprovação
0,00 1,00 E- 0 e 1 Reprovado
1,10 2,00 E 2 e 3
2,10 3,00 D- 4
3,10 4,00 D 5 e 6
4,10 5,00 C- 7 e 8
5,10 6,00 C 9
6,10 7,00 B- 10 e 11 Aprovado
7,10 8,00 B 12
8,10 9,00 A- 13  e 14
9,10 10,00 A 15 e 16

Como faço para conseguir isenção na inscrição da prova?

O candidato brasileiro que desejar solicitar isenção da taxa de inscrição deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), de acordo com o Decreto N. 6.593, de 02 de outubro de 2008, e ser membro de família de baixa renda, conforme Decreto n. 6.135, de 26 de junho de 2007. A isenção da taxa de inscrição será concedida pelo Departamento do Cadastro Único, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, mediante as informações prestadas pelo candidato, no ato da inscrição na etapa da pré-inscrição, no período publicado no edital.

Como posso obter o comprovante de aprovação do teste?

Os candidatos aprovados no Teste de Suficiência que forem alunos regulares da pós-graduação da UFSM terão, no seu histórico escolar, o registro de aprovação realizado pelo DERCA. Os demais candidatos: alunos prováveis formandos, alunos especiais de pós-graduação e técnicos administrativos deverão, com antecedência, solicitar junto ao DERCA um atestado de aprovação no Teste de Suficiência no qual constará o seu aproveitamento.

Posso solicitar a revalidação da nota do TOELF como teste de suficiência?

Sim. Para obter a equivalência, o requerente terá que ter nota igual ou superior a 41 pontos na seção “Reading comprehension” do TOELF. Deve-se redigir um requerimento assinado com o cartão de resultado do TOELF em anexo e encaminhar para o programa de pós-graduação do requerente.